Alumiada

A vida nos inventa muito melhor.

janeiro 30, 2006

Um amor de Maria

Há o amor
Que também passa roupas
Também brinca
Tem mau humor

E despeja ira como ninguém,
Sobre a louça da noite anterior.

8 Comments:

  • At janeiro 31, 2006, Anonymous mario cezar said…

    minha poeta> acabei de chegar do sertanzão. percebo que o meu lugar ainda me cabe. beijos compridos

     
  • At fevereiro 01, 2006, Anonymous mario cezar said…

    é poeta: o teu idioma é um sol aberto. em tua veia deve existir algum tipo de flor clandestina

     
  • At fevereiro 01, 2006, Anonymous mario cezar said…

    é poeta: o teu idioma é um sol aberto. em tua veia deve existir algum tipo de flor clandestina

     
  • At fevereiro 02, 2006, Anonymous Val said…

    sem esse teu olhar cismado com rabiscos, Mario, de nada serviria.
    meu beijo,poeta. e o carinho de sempre.

     
  • At fevereiro 03, 2006, Anonymous Anônimo said…

    Val, amada,
    pequeno espaço de paródia:
    Soltura

    Sob o teclado
    Qualquer tela
    É presa
    da criação à solta...

    Como "noblesse oblog", comunico que invejei vc e criei um 'cadernin virtual', que fica guardado no bolso da internet que dá de fechar e abrir com o botão do seu mouse. O caminho da perdição é onblesqblog.blogspot.com

     
  • At fevereiro 04, 2006, Anonymous Roberto Kenard said…

    Moça, seu poema é lindo. E você escondendo ele de mim.

     
  • At fevereiro 10, 2006, Anonymous Loba said…

    Diana, que lindo! O amor é sempre intenso e sem preconceitos!
    Beijocas

     
  • At fevereiro 23, 2006, Anonymous Jeanete Ruaro said…

    Leia no meu bloguim um conto sobre uma Maria.
    Beijos

     

Postar um comentário

<< Home