Alumiada

A vida nos inventa muito melhor.

junho 22, 2006

Solstício

Ao fundo com os lagos gelados!

Lá está o tal porto
onde as correntes
~ entre barcos ~
marcham de volta.

Ancorado o frio,
Então... é inverno?

18 Comments:

  • At junho 23, 2006, Anonymous mario cezar said…

    não sei se falo com diana-dru ou valéria freitas(risos)

     
  • At junho 23, 2006, Anonymous Val responde a Mario said…

    duas em uma, Mario querido. :-) pra você, ambas respondem, atendem. de plantão aqui. :-) beijos!

     
  • At junho 23, 2006, Anonymous coivara said…

    fico com as duas. uma regada a pólen que vem das estrelas . outra embebida de incêndios. uma, canoa para a travessia mais complicada. outra, sangria desatada na chibanca. uma, ferida em suas leis. outra, beijos sem artifícios

     
  • At junho 23, 2006, Anonymous Val responde a Mario said…

    e depois disso, vc acha mesmo que vai se ver livre de "nós duas" ? mas nem! esperamos teu e-mail direto, saltitante e claro. beijos!

     
  • At junho 23, 2006, Anonymous coivara said…

    meu nome é teu. canção de terreiro. pois bem . meu imeiu é. mariocoivara@uol.com.br

     
  • At junho 25, 2006, Anonymous Tércia said…

    Valéria, talvez seja até imprudência minha, mas espero que você me compreenda: tem um belo haicai pulsando dentro dentro desse seu poema. Enquanto ele não emerge, por favor, imagina só isso daqui, e depois me diga o que achou:

    Solstício

    Ali
    o porto.
    Ao longe
    as correntes marinhas
    ~entre barcos~
    marcham de volta.

    Então é inverno?

     
  • At junho 26, 2006, Anonymous Tércia said…

    Precipitei, eu sei, Valéria. Mas existem outras possibilidades. Pense nelas. Seu fôlego é maior que o meu. Beijos.

     
  • At junho 26, 2006, Anonymous Val responde said…

    Tércia, não vejo nenhum problema em olhar e olhar, até ver. :-) é bem isto mesmo. vou olhar, viu! obrigada. :-)

     
  • At junho 26, 2006, Blogger Ilidio Soares said…

    melancólico, mas nem por isso menos recorrente. nesse porto, diga lá!, quem nunca deu sua marcha ré?
    abçs
    Ilido

     
  • At junho 27, 2006, Blogger Don Bourboun said…

    Belo

     
  • At junho 28, 2006, Anonymous leila said…

    Então, tempo de recolher.
    www.focando.jor.br
    eu de volta neste canto.
    Miss you. Bj

     
  • At julho 01, 2006, Anonymous dira said…

    inverno. tempo de recolher-se para brilhar outra vez no sol.

     
  • At julho 03, 2006, Anonymous Loba said…

    É inverno. E pode ser bom. Pode ser o tempo de renovar a esperança. né?
    Beijocas

     
  • At julho 09, 2006, Anonymous Ceci said…

    Tempo de semear letras? Tempo de amizade sempre, os barcos esperam um olhar. Meu abraço

     
  • At julho 09, 2006, Anonymous Tutti said…

    Por quanto tempo mais perdurará o teu solstício, Valéria?

     
  • At julho 09, 2006, Anonymous Val responde said…

    logo acaba, Tutti. logo, logo.:-)

     
  • At julho 09, 2006, Anonymous Tutti said…

    (Sorriso largo)

     
  • At julho 17, 2006, Anonymous Loba said…

    Sumida, hein?
    Beijo aí

     

Postar um comentário

<< Home